De onde surgiram os bancos?

Todos os anos milhares de milhões de euros são transaccionados por estas casas. Recorremos a eles quando queremos atingir sonhos que de outra forma não seriam alcançáveis, através de empréstimos ou créditos. Ouvimos mil e uma noticias sobres eles, mas de onde realmente surgiram os bancos?

Os ourives

Quando os primeiros comerciantes começaram a usar o ouro nas várias transacções, logo se aperceberam que era algo perigoso e totalmente impraticável. Era necessário transportar o ouro e mandar pesar, verificada a sua pureza de cada vez que negociavam algo. A ideia de depositar o ouro a um ourives ganhou forma a partir do século XVI – e porque não, certo?

Em vez de transportar e pesar o ouro todas as vezes, depositam-no num ourives onde é feita a pesagem e verificação da pureza do ouro, uma vez feito este procedimento, era emitido um recibo que tinha o valor do ouro depositado e permitia assim voltar aos ourives e levantar o ouro.Portanto estes ourives começaram a acumular toneladas de ouro! E é daqui que surgem os primeiros banqueiros, pode-se olhar para os ourives como banqueiros embrionários.

Aqui é onde a historia se torna realmente interessante:

Alguns ourives inteligentes surgiram com uma boa ideia! Pouco tempo depois deste sistema ter sido implementado, os ouvires notaram que as pessoas, principalmente das zonas rurais, não voltavam para levantar o seu ouro. E porque acontecia isto? Os recibos emitidos pelos ourives consideraram-se tão valiosos que começaram a circular por toda a sociedade ao invés do ouro. Assim, como chamamos a esses recibos actualmente na nossa sociedade? Exacto, nada mais nada menos do que, notas!

Com isto os ourives decidiram emprestar recibos que totalizavam maior quantia de ouro do que realmente possuíam nas suas reservas o que significava que se toda a gente se lembrasse de levantar o ouro dos seus recibos os ourives estariam em maus lençóis.Como tal evento se previam tão improvável, a estes empréstimos adicionaram taxas de juros por forma a fazerem mais dinheiro. Desta forma podemos dizer que foi assim que começou o que hoje conhecemos como bancos!